Blog

Dicas, artigos e muito mais

Recrutamento Inbound: você já ouviu falar nesse conceito?

Recrutamento e seleção de mão de obra é tipicamente um processo complexo para todas as partes. Os candidatos encontram problemas em achar uma empresa que se encaixe no seu perfil de trabalho. Já as empresas, esperam contratar profissionais adequados para suas demandas. Para estes problemas, o recrutamento inbound pode ser a solução.

Conseguir alinhar os desejos de ambos os lados, é o papel do RH. No entanto, muitos permanecem utilizando os métodos de seleção convencionais, mesmo que nem sempre tragam os melhores resultados. Além disso, o mercado de trabalho está em constante mudança, e o recrutamento deve acompanhá-lo.

Por esse motivo, apostar em inovações na área, como o recrutamento inbound, é a chave para se adaptar. Quer saber o motivo? Conheça esse conceito e entenda como esta técnica é capaz de transformar sua forma de selecionar novos funcionários.

Atraindo os candidatos ideais com o recrutamento inbound

Pelo nome, os entendidos da publicidade já percebem a semelhança entre o “inbound recruiting” e o “inboung marketing”. A similaridade não é mera coincidência, já que a técnica de recrutamento usa bases dessa estratégia de marketing.

Neste contexto, “inbound” nada mais é que a atração do público no processo de entrada a uma organização ou produto. No marketing, é a forma de divulgação da marca com objetivo de conquistar um cliente em longo prazo, garantindo sua atenção e buscando fidelizá-lo.

No recrutamento, a ideia é similar, com a pretensão de criar um relacionamento com os candidatos já neste primeiro contato. Dessa maneira, o “público-alvo” a ser atraído são os profissionais e o “produto” é a vaga de emprego.

Na prática, o recrutamento inbound deixa profissionais interessados em trabalhar na empresa mesmo sem ter vagas disponíveis no momento. Isso é feito ao trabalhar a imagem da instituição como um bom lugar para trabalhar nas redes sociais e nos sites de emprego.

Algumas estratégias para conseguir isso é ao criar uma boa apresentação nas plataformas de recrutamento e no “trabalhe conosco” no site. Essa primeira etapa de atração serve para trazer conhecimento a fim de criar identificação, demonstrando os valores da empresa, a missão do negócio e depoimentos de funcionários.

Uma vez que começam a se interessar, eles demonstram ao assinar newsletters e páginas e a interagir nos canais de comunicação. Nesse momento, seguindo o recrutamento inbound, a estratégia é manter essa relação e conseguir informações sobre os potenciais candidatos. Assim, poderá conhecer suas expectativas e curiosidades para uma futura contratação.

Somente no final do recrutamento inbound que chegamos, de fato, à seleção. Neste ponto, o candidato já foi atraído pela proposta da empresa e está engajado no processo seletivo. Aqui, a ideia é que a experiência individual dos candidatos seja tranquila e positiva, para que o interesse se mantenha.

Se o recrutamento inbound for bem-feito é até possível “fidelizá-lo”. Afinal, a seleção é o primeiro passo na relação entre funcionário e empresa. Consequentemente, pode fazer a diferença no tempo de permanência do novo colaborador.

Mesmo que o candidato não seja contratado, um bom processo seletivo que gera entusiasmo desde o começo o faz continuar interessado. Assim, poderá tentar oportunidades em outras vagas que sejam de seu perfil. Ou mesmo poderá compartilhar com amigos as vagas nas quais ele não se encaixa. Este é o poder da atração que o recrutamento inbound é capaz de criar.

Coloque o inbound recruiting no seu processo de recrutamento e seleção com a nossa ajuda. Acesse nosso site e conheça nossos serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.