Blog

Dicas, artigos e muito mais

Descrição de cargo: 3 dicas para não errar na hora de divulgar as vagas da sua empresa

A descrição de cargos se coloca como uma das principais tarefas do setor de recursos humanos de uma empresa, pois é a partir desse processo que ela é capaz de recrutar e selecionar os melhores candidatos disponíveis no mercado. Um só erro pode, sem dúvida alguma, comprometer a seleção e, assim, o adequado desenvolvimento da organização, pois é sabido que os recursos humanos são uma fonte indispensável para o seu crescimento.

Ciente disso, montamos este conteúdo, que aborda três dicas para não errar na hora de divulgar as vagas da sua empresa. Confira!

1. Considere a complexidade das atribuições na hora de descrever o cargo

Para qualquer que seja o cargo, existe certo nível de complexidade na execução das tarefas que são inerentes a ele. Todavia, algumas tarefas exigem maior capacidade intelectual, outras, nem tanto. Considerar isso na hora de criar a descrição do cargo a ser ofertado em processo de seleção é fundamental para selecionar o melhor candidato, o que apresente o perfil ideal para a vaga disponibilizada.

Por exemplo: capacidade crítica para formular soluções para resolver problemas no setor de auditoria da empresa. Percebe-se claramente que o cargo exige certo nível de conhecimento em uma área específica, a auditoria. Deixar isso o mais claro possível é fundamental para atrair somente perfis ideias para a vaga.

2. Defina o nível educacional exigido para ocupar o cargo

Essa dica complementa a anterior. Algumas funções dispensam o ensino superior, outras, porém, não. A formação superior especializa e qualifica uma pessoa para ocupar determinada função no mercado, como jornalista, contador, advogado e administrador.

Dessa maneira, quando estiver criando a descrição do cargo a ser ofertado em processo de seleção, defina o nível educacional exigido. É uma forma inteligente de somente solicitar candidato que esteja dentro do perfil do perfil do cargo a ser ocupado. Além disso, evita até mesmo que a empresa tenha de ficar treinando o novo profissional, pois ele já chega ao cargo sabendo muita coisa. O que ele precisará fazer é se adaptar, adotando atitudes que sejam coerentes com os valores e políticas da empresa.

3. Diga o que espera do candidato

Não se trata apenas de conhecimento técnico em relação ao cargo ocupado, mas também se o candidato tem o perfil que a empresa procura, que esteja alinhado à sua cultura e valores. Quanto mais informação for fornecida numa descrição de cargo em processo de seleção, melhor será para a empresa, pois ele não perderá seu tempo tendo que fazer uma nova seleção porque contratou o profissional errado.

Mas o que seria dizer o que espera do candidato? Seria mais ou menos montar o perfil do candidato ideal para o cargo, observando não apenas os aspectos de ordem técnica (conhecimento intelectual), mas também seus valores, cultura, humor etc.

Por exemplo: Procuramos alguém que adore conversar e de resolver problemas com um humor incrível. Você se encaixa nesse perfil? Mande seu currículo!

Gostou de nossas dicas? Esperamos que sim! Para ficar por dentro de outras, não deixe de acompanhar as publicações em nosso site. Combinado?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.